BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Dízimos e Ofertas
520 a.C., 2008 d.C., pasmem: o mesmo problema, a mesma solução!
Pr. Eli Fernandes
29.08.2008

Ano 520 a.C. A geração judaica daquela época não tinha a menor idéia do que Deus estava por fazer na reconstrução do Templo de Jerusalém, totalmente destruído na invasão babilônica. Os judeus, na volta do exílio, ofereciam holocaustos no altar de Jerusalém, mas, em sua vida particular materialista, eram insensíveis às necessidades ligadas à reedificação da Casa do Senhor.



Ah! malditas riquezas pessoais que são obtidas com a pobreza da alma! Os judeus diziam que não era ainda a época em que o Templo deveria ser reedificado, alegavam não disporem de recursos para gastar com isso (Ag 1.2). Casa de Deus e valores espirituais postergados! Então Deus levantou um profeta, Ageu, cuja história bem conhecemos. Seu livro é constituído de 4 profecias de Deus. Cada uma começa com a expressão: "Veio a Palavra do Senhor". No verso 4, Ageu condena veementemente a atitude inadmissível do povo que não priorizava investir na obra de Deus.



De vez em quando, vejo-me como Ageu. Observo o grande número de crentes com dons espirituais e talentos naturais, mas que não atuam em nenhum ministério (a Líber oferece 43). Têm dinheiro, mas contribuem pouco, enquanto assistem insensíveis as carências de recursos para a construção de uma igreja mais atuante na sociedade. Não se apercebem de que mais cedo ou mais tarde virão as frustrações pessoais ligadas ao descaso ao Senhor. Ageu cita, nos vv. 5 e 6 do capítulo 1, o recado de Deus: "Considerai os vossos caminhos", ou seja, "revejam as suas prioridades". Criticando esse descaso, disse: "...e o que recebe seu salário, recebe-o para meter num saco furado" (Ag 1.6). Assim Ageu "sacudiu" o povo e este reagiu positivamente à profecia, e deu tudo de si para a reconstrução do Templo (Ag 1.2). E o resultado disso? Com o quebrantamento do povo, veio o despertamento espiritual, e o temor ao Senhor. Deus retribuiu: "O meu Espírito habita no meio de vós"; "minha é a prata e meu é o ouro"; "A glória desta última Casa será maior que a da primeira".



Ralph Neighbour foi quem escreveu: "Se você deseja ser rico – dê! Se deseja ser pobre – retenha! Se você deseja abundância – espalhe! Se deseja passar necessidades – entesoure!". Portanto, não existe coisa alguma que alguém possa conservar nesta vida, a não ser o exercício da liberaridade na graça de dar. Se não aprendermos a dar agora o que possuímos, teremos perdido, definitivamente, o privilégio de contribuir com liberalidade, porque o dia chegará em que tudo o que um dia tivemos será dado a outrem. Ninguém leva nada daqui para a eternidade! Por outro lado, "Deus ama ao que dá com alegria" (II Co 9.7).



O que é do Senhor, seja-Lhe dado! É dEle e acabou! "Por que me roubais no dízimo e nas ofertas?" (Ml 3.8). Jesus disse no seu "manifesto contra o materialismo": "Buscai primeiro o Reino de Deus...e tudo mais lhe será acrescentado". Cada um contribua, enquanto é tempo, para que Deus lhe conceda dádivas de acordo com sua contribuição. Moody escreveu: "o que eu gastei, já era. O que economizei, perdi. O que dei, eu tenho".



Ano 2008 d.C. A geração desta época ainda não tem a menor idéia do que Deus está para construir "na" e "por meio da" Igreja Batista da Liberdade em São Paulo. Hoje é o tempo de Deus para profetizar pela Escritura à igreja!

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia