BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Perdão
A quem pouco se perdoa, pouco ama.
Pr. Eli Fernandes de Oliveira
15.07.2005

Lucas 7.36-50



SITUAÇÃO 1 (versos 36-38)

A razão pela qual Simão convidou Jesus para comer em sua casa não nos é conhecida. O fato é que, quando começaram a tomar a refeição, uma mulher de vida errada, isto é, de má reputação, entra naquela casa, levando consigo um frasco de alabastro com perfume para ungir Jesus.

Ela foi de muita audácia e valor ao enfrentar os olhares cruéis e depreciativos dos que ali se encontravam e conseguir, dessa forma, aproximar-se de Jesus. É bem possível que ela já o houvesse encontrado e sentido o impacto da santidade dEle, fazendo-a reconhecer-se pecadora. Desejava obter perdão por estar certa de que Jesus tinha poder para tanto.

Ela chegou perto de Jesus, soltou os cabelos para com eles enxugar os pés do Mestre, que seriam ungidos com perfume, como que, também, demonstrando profundo agradecimento.



SITUAÇÃO 2 ( VERSO 39)

Que oposta e lamentável foi a atitude de Simão! Surpreendeu-se por Jesus ter permitido tais coisas a uma mulher pecadora. Longe de olhar para dentro de si mesmo e ver-se débil e orgulhoso, legítimo representante da vanglória dos fariseus, Simão lamentou que Jesus tivesse a coragem de se compadecer de gente assim e, inclusive, porque o recebia, formalmente, em sua própria casa.

Há muitos como Simão, dentro da Igreja, mas sem lugar para Jesus em seu coração. Sem misericórdia.



SITUAÇÃO 3 (VERSOS 40-50)

Jesus, que conhecia perfeitamente os pensamentos de Simão, começou a narrar uma história sobre o significado do perdão. Desse modo, conseguiu firmar o contraste entre a conduta do anfitrião e a da mulher carente de perdão e paz, como que dizendo: o que faltou à hospitalidade de Simão foi suprido pela atitude da mulher. Ela se havia quebrantado, enquanto Simão estava cheio de vanglória e insolência.

Por sentir-se perdoada, amou muito, porque “AQUELE A QUEM POUCO SE PERDOA, POUCO AMA” (verso 47).E diz mais Jesus a ela: “perdoados são teus pecados” (verso 48). E depois completou: “Vai-te em paz, a tua fé te salvou”. (verso 50).

O amor que a mulher sentia em seu coração, foi efeito, resultado do perdão. Por isso Jesus diz que a fé, e não o amor a salvou. O amor agradecido é fruto do perdão.

E a paz é a possessão bendita da alma perdoada. Glória a Deus pela bênção do perdão!

Que lições às três situações distintas nos ensinam? – Cada um examine-se a si mesmo!



Eli Fernandes de Oliveira

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia