BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Vida Cristã
Áreas Importantes da Mordomia Cristã
Pr. Irland Pereira de Azevedo
18.12.2015

“Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou mal que tiver feito por meio do corpo” (2Co 5.10).







INTRODUÇÃO

Como sabemos, Deus é Criador e Senhor de todas as coisas, e dentro de sua economia providencial houve por bem colocar-nos no mundo como seus administradores ou mordomos. Podemos, então, compreender o largo espectro de responsabilidade do ser humano, diante de Deus, do cosmos, da sociedade humana.



Numa visão panorâmica, podemos falar de:



- Mordomia do tempo – O tempo como dom de Deus, para vivermos e fazermos tudo que Ele tem para nós.



- Mordomia cósmica e ecológica, em que o homem é responsável pela administração da Criação, e boa manutenção de seu ecossistema, seu meio ambiente;



- Mordomia da vida, em que o homem é responsável por manter e enriquecer o dom da vida, jamais a atentar contra ela;



- Mordomia do corpo ou somática e da saúde física, em que o homem é responsável diante de Deus pelo que fizer de seu corpo, de sua integridade física e sua saúde;



- Mordomia do sexo, em que o ser humano é responsável pela maneira como usa esse dom e bem que Deus lhe concedeu, e de acordo com os propósitos Dele;



- Mordomia da influência, em que o homem é responsável diante de Deus pelas sementes que espalha mediante sua influência, no relacionamento humano;



- Mordomia da inteligência, do conhecimento e da cultura, em que o homem é responsável pelo desenvolvimento de suas potencialidades intelectuais e construção e transmissão de seu conhecimento;



- Mordomia da ciência e da tecnologia, em que o homem é responsável pelo conhecimento que adquire, pela ciência que investiga e pela tecnologia que produz, de forma a que ciência e tecnologia promovam o bem comum e a dignidade humana, jamais a destruição de valores que se localizam na raiz mesma da existência humana. É bastante lembrar a mídia eletrônica, a cibernética, a informática, a engenharia genética, e outras áreas igualmente importantes, no contexto científico e tecnológico;



- Mordomia política e social, em que o homem é responsável pela boa organização social e definição de princípios norteadores da vida na polis, e manutenção dos direitos na sociedade;



- Mordomia dos bens e valores econômicos, em que o homem é responsável pela maneira como produz e utiliza os valores materiais, se numa dimensão apenas horizontal e temporal, ou consciente de sua responsabilidade diante de Deus.







QUÊ A BÍBLIA TEM A DIZER-NOS SOBRE ESSAS ÁREAS?



1. Sobre a mordomia do tempo – Examinemos passagens como Rm 13.11,12; Gl 6.9,10; Ef 5.15-17. E compreendamos:

1) que o tempo constitui um presente de Deus: o tempo duração (chronos), a todos igualmente dado, e o tempo oportuno (o kairos), a porta aberta, o instante luminoso. Teólogos alemães falam do Zeitraum (a duração) e o Zeitpunkt (os momentos oportunos);

2) que, à luz da parábola dos talentos, Deus concede bastante tempo (duração), capacidade de atuar e oportunidade de desenvolver o que confia a seus servos. Na família, no trabalho, oportunidades de estudar, de fazer um curso no Exterior, por exemplo.;

3) que é mister viver bem no tempo, e aproveitar cada oportunidade que o Senhor nos concede. Atentemos para a importância das pequenas frações ou nesgas do tempo;

4) que é importante também administrar bem o tempo, distribuindo nele as tarefas, ações e providências impostas por nossa condição humana, compromissos éticos e responsabilidade social

5) As lições que o poema de Michel Quoist encerra.





2. Sobre a mordomia cósmica e ecológica – Recordemos Sl 24; Gn 2.15; At 17.26, e respondamos:

(1) A quem pertencem o Universo, a Terra, e todas as coisas do mundo e as criaturas que nele habitam?

(2) Como administradores de Deus e “gerentes” da Criação, quê nos incumbe fazer, à luz de Gn 2.15, por exemplo?

(3) Quais as implicações de Gn 2.15 nas medidas para preservação do meio ambiente, e até onde vai nossa responsabilidade em relação ao meio ambiente, a começar de nossa casa: lixo, plásticos, óleo de cozinha, etc.?





3. Sobre a mordomia da vida – Examinemos Gn 1.26,27; Ex 20.13. E respondamos:

(1) Por quê a vida humana é valiosa?

(2) Quem tem direito sobre a vida humana?

(3) Podemos dispor livremente de nossa vida ou da vida de qualquer pessoa?

(4) À luz de Ex 20.13, é razoável o abortamento? Até onde são válidas as experiências genéticas?

(5) Qual é a nossa responsabilidade diante disso?





4. Sobre a mordomia do corpo e da saúde – Examinemos Gn 1.26; Sl 139.1-24; 1Co 6.20; 7.23; Ap 22.2. E respondamos:

(1) Por quê nosso corpo é importante, dentro da doutrina cristã?

(2) Quê cuidados nosso corpo merece?

(3) Por quê devemos cuidar de nosso corpo?

(4) Como devemos promover nossa saúde física?





5. Sobre a mordomia do sexo – Examine Ex 20.14; 1Co 6.15-20; Rm 1.18-27; Hb 13.4. E respondamos:

(1) Por quê Deus nos fez como seres sexuados?

(2) Qual a importância do sexo e como devemos vivê-lo, segundo a vontade de Deus?

(3) Quê nos ensina 1Co 6.15-20, a propósito da prática sexual?

(4) À luz de Rm 1.18-27, tem respaldo bíblico a prática do homossexualismo?

(5) Quê é o casamento e que significa “leito sem mácula”, em Hb 13.4?





6. Sobre mordomia da influência – Recordemos Rm 14.7; Mt 5.14,16; Hb 11.4; Mt 12.36,37.

Sabendo que a influência que exercemos sobre as pessoas é algo durável e inevitável, e assemelha-se a ondas que constantemente emitimos, a sementes que constantemente plantamos, para promover o bem ou o mal, respondamos:

(1) Quê quer dizer Paulo quando afirma que “ninguém vive para si”?

(2) Que Jesus significa como a declaração de que “somos luz do mundo”? Como e para que deve brilhar nossa luz?

(3) Por quê Abel “depois de morto ainda fala”?

(4) Como nossas palavras constituem veículo de tremenda influência, como devemos falar, e o que Deus vai pedir de nosso falar? (Ver Mt 12.36,37).





7. Sobre a mordomia da inteligência e do conhecimento – Examinemos Fp 4.8; Pv 20.27; Sl 119.11; Mt 12.35, e busquemos respostas para as seguintes perguntas:

(1) Quê devemos fazer da mente e inteligência que Deus nos concedeu?

(2) Quê é a inteligência humana, à luz de Pv 20.27?

(3) De quê devemos encher nossa mente? E por quê não devemos mantê-la vazia?

(4) Quê havemos de fazer do conhecimento que acumulamos ao longo da vida e dos estudos? Teremos de dar conta dele ao Senhor?





8. Sobre mordomia da ciência e da tecnologia – Atentemos para Ec 9.10; 2Rs 24.14,16; Cl 3.23; Tg 4.17; 2Co 5.10. E respondamos:

(1) Ao conceder ao ser humano inteligência e talentos, como Deus quer que o homem os empregue?

(2) Como deve ser feito o nosso trabalho, seja no campo da ciência ou da tecnologia?

(3) Qual é a responsabilidade do cientista e do tecnólogo, à luz de Tg 4,17 e 2Co 5.10? Que significa fazer o bem?





9. Sobre mordomia política e social – Lembremos Rm 13.1-7; Mt 22.17-22; 1Tm 2.2; Jr 3.15; Gl 6.9,10; Mt 25.31-46. E respondamos:

(1) Em quê consiste a mordomia política e social? Veja formulação do problema na introdução.

(2) Qual é a fonte de todo poder, e por que devemos acatar a autoridade civil?

(3) Por quê devemos orar pelos governantes e pagar impostos?

(4) Em regimes democráticos como é o nosso, em que consiste “dar a César o que é de César”? Pode (ou deve) o crente entrar na vida política? Em que circunstância?

(5) Deus quer prover governantes dignos para nosso país, à luz de Jr 3.15? (Lembre-se de que “pastores”, no texto, são governantes).

(6) “Fazer o bem a todos” implica também em que nos envolvamos na obra social, como expressão de nossa fé e nossa missão? (Confira Mt 25.31-46).

(7) Quê exemplos nos oferecem, no campo da mordomia política e social, José, Daniel e Neemias, no AT?





10. Mordomia dos bens e dos valores econômicos – Essa área constituirá objeto do estudo derradeiro desta série com LIBER. Aguardem.





CONCLUSÃO

Que o Senhor nos abençoe na compreensão e prática cotidiana da doutrina bíblica da mordomia, em todas as áreas de nossa vida.

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia