BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Jejum e Oração
Tempo de Jejum e Oração
Pr. Eli Fernandes
14.03.2014

A propósito dos 40 dias de Jejum e Oração, a partir da próxima quarta-feira, este editorial trata do quanto é importante que todos nós estejamos participando a fim de que sejamos ainda mais fortalecidos.



Os sermões bíblicos pregados nos três cultos do domingo passado ensinaram-nos: que oração move o coração de Deus, quando é que Ele se arrepende e o que é arrependimento de Deus. Hoje, as três mensagens pastorais versarão sobre o jejum bíblico, tudo visando à preparação de nossos corações para os 40 Dias de Jejum e Oração que terão início na próxima quarta-feira, dia 19 de março, com um culto ao Senhor, iniciando assim essa poderosa campanha. Clamaremos a Deus por nossa igreja, por nossas famílias e por nossa vida pessoal. A campanha só será concluída no dia 27 de abril, na celebração dos 105 anos de vida de nossa queridíssima Igreja da Liberdade. Os estudos dos 40 Dias são do Pr. Walmir Vargas e quatro deles de minha lavra, estes para serem lidos no momento “a sós com Deus”, lá no Acampamento da Família.



Contudo, que tal começarmos a entender alguma coisa sobre jejum aqui neste Editorial? Bem, na Bíblia aprendemos que o jejum nem é para a salvação e nem para exibição pessoal; não se presta à mera perda de peso por questões estéticas, nem para garantir que assim as orações nos serão respondidas, conforme pedimos. Jejum bíblico é um tempo - sem necessariamente qualquer rigidez de quantos exatos dias ou horas - em que os servos do Senhor se abstêm de comida, ou de algum tipo de alimento específico, para se concentrar em problemas ou necessidades pontuais, em mais atenção, devoção e comunhão com o Senhor através da oração. Assuntos, tais como: opressão espiritual - Jesus orientou que “esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum” (Mt 17.21) - e reconhecimento e confissão de pecados para restabelecimento do temor do Senhor (Daniel 9.3-6) devem ser levados a sério com prática de jejum.



Há muitas outras citações bíblicas que veremos na instrução da Palavra de hoje, porém, só por essas duas passagens já é possível entender que o jejum não pode ser deixado ao descaso. Não! O próprio Jesus, ao iniciar Seu ministério na terra, jejuou por 40 dias. E, Ele mesmo assegurou que a luta é de ordem espiritual, cujas batalhas não podem ser ganhas de nenhuma outra forma senão pela oração e jejum. É cristalino: somente oração? Ele diz que não! Todavia, com oração e jejum.



Como você reconhece, neste momento de sua vida, as muitas lutas que tem enfrentado? Ou melhor, que tal perguntar a Jesus, a Paulo, Ana, Ester, Mardoqueu, Esdras, dentre outros, se o jejum é realmente essencial? Esta pergunta eles já responderam, e está aí, na sua Bíblia, na sua mão! (Ed. 8.23; I Co 10.11; Mt 4.2). Todos eles estão a nos dizer que é importante jejuar. Para muitos de meus leitores, esta será a primeira vez que praticarão o jejum, mas, de forma séria. Devo-lhes dizer que duas coisas acontecerão logo no início: identificarão o inimigo, e dar-se-á uma experiência espiritual renovada. “Nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados e potestades, contra os príncipes das trevas deste século, nas hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais” (Ef 6.12). Então, cairá a ficha: virá a compreensão, agora por experiência própria, que algumas das vitórias de que tanto carecemos NUNCA acontecerão sem jejum! Volto ao que Jesus testifica para não parecer, definitivamente, que sou eu quem está afirmando, senão Ele mesmo: “Este tipo SÓ vai embora com oração e jejum”. É chegada a hora, em nome de Jesus, de nossas vitórias! Amém.

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia