BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
As Quatro Estações
Há Alguém que Preste Ajuda?
Pr. Eli Fernandes
19.02.2012

Diferentemente do ano passado, neste ano de 2012, esse culto acontecerá uma vez por mês. A motivação principal deste, próximo domingo, será a busca da centésima ovelha, sobre o que temos estudado no contexto das Quatro Estações e das ênfases que vivemos hoje na LIBER.



A propósito, quero considerar, ainda que em poucas palavras, a passagem de João 5.1-8, sobre a ida de Jesus a Jerusalém, durante uma festa entre os judeus. Próximo à porta chamada Das Ovelhas, havia o tanque de Betesda – que quer dizer “Casa de Misericórdia” -, em torno do qual havia uma história de que, num certo tempo, um anjo descia e agitava suas águas. Quem conseguisse descer primeiro na água que fora agitada seria curado de qualquer enfermidade. No centro das atenções estava a água do tanque. Cegos, mancos, paralíticos iam para lá. Afinal, quando qualquer de nós se vê acometido de uma doença sem cura, a vida está em jogo.



No meio daquela multidão, Deus permite que um homem paralítico se destaque, e as lições de sua história abençoem, até hoje, muitas vidas. Muito mais que o fato, em si, da paralisia, havia 38 anos, obrigando-o a viver deitado numa maca, certamente com os ossos das pernas atrofiados, havia o drama de que NINGUÉM o colocava na água quando esta era agitada. Ele, sempre deitado, nada podia fazer por si mesmo. Entendo que, pior que não ser curado é ver pessoas ao lado sendo curadas, e perceber que ninguém ajuda, ninguém se importa com o problema de ninguém. Devia ser dolorosamente triste. Ele poderia ter desistido, mas não perdeu a esperança.



Um dia, inesperadamente, Jesus de Nazaré chega ao tanque de Betesda, olha para aquele homem, pois “soube que ele vivia naquele estado há muito tempo” e pergunta-lhe: “Você quer ser curado?”. E, ao invés de responder com um enfático SIM, surpreendentemente, diz: “NINGUÉM há que me ponha no tanque quando a água é agitada”.



Queridos, tendemos a olhar só para nós mesmos. É triste, mas, mesmo na igreja, a maioria das pessoas ao nosso redor age conforme a multidão que está à beira daquele tanque de Betesda: não toma conhecimento do sofrimento emocional, familiar, físico, de pessoas, outrora, inclusive, membros de nossas igrejas. Quantos desempregados, com filhos desencaminhados, pedem socorro! Mesmo quase pisoteados, NINGUÉM os vê, ouve, ou se importa com eles.



A motivação das Quatro Estações enseja-nos a aprender que, no mesmo momento em que alguém está bem, outro poderá estar mal. Uma visita, um telefonema, um e-mail, são expressões de atenção e amor. Tudo poderá ser de um ganho terapêutico que palavras não exprimem. Quando instituímos os PGs na LIBER, foi para aumentar o cuidado com um maior número possível de pessoas à beira dos tanques de Betesda da vida! Quantas, porém, nunca mais querem ouvir falar de “crentes” ou de “igrejas”. Outros ainda persistem, mesmo visivelmente cansados de suas crises, medos, infelicitados em suas macas, conquanto pensando em como é possível gente bonita, bem vestida, que prega e canta que Deus cura, não conseguir enxergar os caídos no chão , até mesmo aos seus pés, muitas vezes, esperando que um dia alguém os ajude a entrar no tanque da esperança e das mudanças.



Jesus não falou àquele homem para começar a andar com uma muleta, depois experimentar uma bengala, fisioterapia e muita força de vontade... Ele diz: Levante-se e, essa maca que o trouxe sobre ela ao tanque de Betesda nesses anos, tome-a e leve-a agora sobre os seus ombros, para testemunho do que Deus é capaz de fazer na vida dos que creem e mantêm-se na fé, na esperança, determinados a nunca desistir.



Jesus nunca falta, mas, quer contar conosco. Porém, Ele age através de Seus filhos. Alguém agora está esperando por você, insistindo em repetir: NINGUÉM há que me ajude a sair daqui.



Deus usa nossas mãos, pés, voz, para orar pelo desesperado, buscá-lo onde estiver.



Hoje, Jesus continua movendo águas, curando vidas de seus males e traumas!



Mas Ele não tem mãos senão as minhas, as suas. Importe-se com alguém! Busque-o, traga sua centésima ovelha de volta ao aprisco, ao convívio do Bom Pastor e de Sua Igreja. E celebre essa vitória no próximo domingo, às 18h.

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia