BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Comunhão
Igreja, Esperança do Mundo
Pr. Eli FDernandes
05.08.2011

Agosto, conforme informações constantes do Encarte do Boletim de domingo passado, é o Mês da Comunhão, oportunidade em que todas nossas ações ministeriais estarão voltadas para a comunhão dos membros da igreja. No culto da Celebração, no último domingo, falamos das promessas de Deus, dadas a Seu povo, de que “amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós”, mas, condicionadas à nossa santificação – “santificai-vos”. Mas essa santificação nunca acontecerá, a não ser que, em obediência às Escrituras, construamos sinceros relacionamentos, cheios de amor e de perdão, “pois quem diz que ama a Deus a quem não vê, e odeia o irmão a quem vê, é mentiroso”. Temos de reconhecer esse fato e promover indispensável comunhão dos membros da igreja, uns com os outros, como família.



O estudo das tendências da igreja, na segunda década do séc. XXI, apresenta indicadores preocupantes: ela sofrerá de sequidão espiritual e de descompromisso de seus membros com seus tradicionais deveres cristãos. O número de membros diminuirá, e aumentará o de frequentadores, como forma de escape de compromissos e vínculos, tanto com a instituição quanto com os indivíduos. Assim, menos cobrados, tornar-se-ão mais críticos, calculistas e indiferentes.



Queridos, só a comunhão com Deus e uns com os outros conseguirá desbancar essa maldita tendência! Como? Com comunhão que se expresse em manifestações de profundo e intenso amor entre irmãos determinados a guardar o Grande Mandamento dado por Jesus: “amar a Deus de todo o coração... e ao próximo como a si mesmo”. Comunhão é a recusa de qualquer coisa que nos divida e assim nos afaste uns dos outros e de Deus. Cito o trocadilho em inglês, do qual faz uso o Dr. D. W. Robinson, em seu livro “Total Church Life”: “fellowship is two fellows in one ship” (dois companheiros em um barco é comunhão). É isso, irmãos! É absorver a atitude da igreja primitiva, de Atos 2.44, a postura de que: “todos os que criam estavam unidos, e tinham tudo em comum”. Significa que a teologia que seus membros abraçaram só encontrava sentido nas praxes do companheirismo inseparável! Eis a chave da vida da verdadeira igreja! Eis a porta da esperança na qual entrarão feridos, quebrados pelo pecado, e encontrarão, nessa comunidade terapêutica, refúgio e restauração em Jesus!



Acreditemos numa coisa: somos a maior esperança para o mundo! Não há por que ter medo de conviver.

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2019 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia