BUSCA DE MINISTÉRIOS
ÁREA DE MEMBROS

Quer ser membro da LIBER? Clique aqui

Facebook Twitter App da LIBER para Google Play
ARTIGOS
Livro de Neemias
Neemias 13, um Chamamento à Pureza de Vida
Pr. Eli Fernandes
19.03.2010

Quero hoje compartilhar com vocês algumas lições extraídas do capítulo 13 do livro de Neemias. Ele havia deixado Jerusalém e voltado à corte real da Babilônia (v. 6), possivelmente para cumprir a promessa que havia feito ao rei Artaxerxes de que voltaria (2.6). Não há referência sobre quanto tempo ele teria passado longe de Jerusalém, senão que, ao voltar, encontrou um quadro de distanciamento total daquele pacto firmado com o Senhor. Muitas recaídas, contemporizações com o mal, culto ao dinheiro, casamentos mistos.



Neemias, homem de Deus, levantou sua voz contra todo aquele estado caótico de coisas. Percebe-se que os entraves com os quais o povo se deparava são muito semelhantes àqueles diante dos quais muitas vezes nos vemos, hoje em dia. Perguntando ao capítulo 13 qual a natureza daquelas dificuldades, poderemos pontuar algumas coisas:



1) A mistura com os estrangeiros os manchava: "e quando o povo ouviu a Lei, excluíu de Israel todos os que eram de ascendência estrangeira" (v.3). A Lei proibia a sociedade desigual a fim de que fosse preservada a identidade de um povo chamado de Deus. Nós estamos no mundo, mas não somos dele.



2) A mistura com falsos profetas os condenava: "O sacerdote Eliasibe...era parente de Tobias..., e lhe havia cedido uma grande câmara nos átrios do Templo do Senhor" (vv. 4-9). Um negócio espúrio, que feriu padrões religiosos, éticos. Neemias não ficou em cima do muro. Pagou o preço do zelo, assumiu seu aborrecimento e "joguei todos os moveis de Tobias fora da sala... mandei purificar as salas e coloquei de volta nelas os utensílios da casa de Deus..." (vs. 8 e 9). Muita aplicação para hoje, não? Há coisas que podem parecer, inicialmente, boas para nós, mas nunca para Deus.



Poderíamos citar aqui outras dificuldades encontrados por Neemias em sua volta a Jerusalém, mas o espaço reservado para este editorial não permite. Contudo, ainda menciono o fato dos líderes, com o tempo, terem deixado de lado as demandas do sustento dos levitas e dos cantores do culto ao Senhor (vv. 10 e 11), dignos que eram de seus salários, pois se dedicavam integralmente ao serviço honroso do culto! Neemias foi firme: repreendeu os oficiais pela negligência e restabeleceu a dignidade do sustento dos levitas e cantores, trazendo-os de volta aos seus devidos postos.



Neste último capítulo, duas orações poderosas desse grande servo de Deus, chamado Neemias, ex-copeiro real na Babilônia, que as transcrevo agora, com emoção. A primeira: "Meu Deus, lembra-te de mim, e não risque as beneficências que eu tenho feito para a casa do meu Deus e para o serviço dele" (v 14). E a segunda, são os últimos registros do Livro de Neemias: "Lembra-te de mim, Deus meu, para o meu bem".(v 30).



Deus tenha misericórdia de nós e ajude-nos a reconstruir também o templo e o altar do Senhor em nossos corações, levantar os muros demarcadores dos valores ético-cristãos e a destruir, sim, todos os obstáculos que nos impeçam da plena comunhão e priorização d’Ele em nós. Obrigado Senhor pela benção que é o Livro de Neemias. Amém!

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h, Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h. Consulte a Programação Completa
Endereço: Rua Santo Amaro, 412 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3293-2400

© 2013-2018 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados.
L2 Midia