BUSCA
FacebookTwitterApp da LIBER para Google PlayApp da LIBER para Itunes
A LIBER - HISTÓRIA

IGREJA BATISTA DA LIBERDADE: ESCREVENDO SUA LINDA HISTÓRIA HÁ 106 ANOS

O texto a seguir é indispensável para que todos conheçam a bela história de nossa querida LIBER, que começa assim: nossa igreja foi a segunda igreja batista fundada na cidade de São Paulo, organizada pela Primeira Igreja Batista de São Paulo, no pastorado de A. B. Deter, sob a orientação do missionário James Jackson Taylor. A data precisa de seu início é 30 de abril de 1909, e Taylor foi nomeado presidente da assembleia de organização e pastor da Igreja. O primeiro endereço foi a Praça da Liberdade nº 15. Posteriormente, ela deslocou-se para a Rua Galvão Bueno nº 45, e só em 1919 é que se instalou na Rua Santo Amaro nº 412, no bairro da Bela Vista, onde permanece até hoje.

O primeiro templo da igreja foi construído sobre um terreno doado, em maio de 1915, por um diácono da Igreja, Antônio Ernesto da Silva e sua esposa. O primeiro pastor da Igreja da Liberdade, o missionário James Jackson Taylor (1909-1911), foi homem notável por sua cultura e espiritualidade. Em seu ministério, deu-se início à construção do antigo templo (02.04.19), demolido em 1959. Tendo firmado seus alicerces, a igreja tornou-se reprodutiva. É admirável que, em apenas dois anos, a igreja já tivesse crescido a ponto de organizar outras duas igrejas, sendo elas: Igreja Batista do Brás (08.06.11) e Igreja Batista de Mogi das Cruzes (12.06.11). Vale lembrar que, também no ministério de J.J Taylor, se elegeu o 1º diretor da Escola Bíblica Dominical, em 05.07.11, e foram organizadas a Sociedade Auxiliadora de Senhoras (23.02.10) e a Sociedade Juvenil (17.03.10).

É dito que uma das fortes ênfases do ministério de J.J Taylor foi a preocupação com a questão social. Após J.J Taylor, a igreja viveu a experiência de ser pastoreada por outros obreiros: Pedro Sebastião Barbosa (1913), e F. M. Edwards (1912-1914). Nesse curto período, a igreja se estabeleceu como personalidade jurídica e aprovou o seu estatuto (15.01.13). Um dado importante é que em 29 de abril de 1914, portanto nesse período, o nome da igreja foi alterado de 2ª Igreja Batista em São Paulo para Igreja Evangélica Batista da Liberdade. Após eles, pastorearam a igreja: T. C. Bagby (1915 - interinamente) e depois esteve sob a condução de William Buck Bagby (1915-1917). Nessa época, foi organizada a União de Mocidade, em 12 de julho de 1916.


Consolidação (1918-1933)

O período em questão foi marcado por muita instabilidade. Vários obreiros pastorearam a igreja por curto espaço de tempo. No entanto, curiosamente, podemos observar que tais experiências foram de grande utilidade e valia para a formação do caráter de seus membros. Foram anos em que a igreja aprendeu a agarrar-se ao essencial e firmar suas estacas.

Pastores no período de 1918-1933: 1918-1919 - J.J. Taylor, pela 2ª vez; 1920-1924 - Antonio Ernesto da Silva; 1924-1925 – Ruffins B. Stanton, interinamente; 1926-1927 - Pedro Gomes de Mello; 1928 - Emilio Kerr, interinamente; 1928-1933 - José Gresemberg. Nesse período, foi organizada a Primeira Igreja Batista de Bauru (07.03.20).


Fortalecimento Doutrinário (1934-1936)

Sob a liderança do Pr. Djalma Cunha, em apenas dois anos de pastorado, a igreja recebeu notável conteúdo doutrinário. Conta-se que esses poucos anos promoveram profundas marcas na vida da igreja, principalmente nas áreas bíblica e teológica. Tornou-se conhecido por sua capacidade como teólogo, professor e pregador. Pr. Djalma Cunha permaneceu na igreja por apenas dois anos, retirando-se desse pastorado após aceitar convite para assumir o cargo de Diretor do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, no Rio de Janeiro.


Crescimento (1936-1968)

O pastorado de Erodice Fontes de Queiroz (1936-1968) foi o mais longo de todos os ministérios pastorais da Igreja da Liberdade até então: 32 anos. Filho de fazendeiro, Erodice também fora criado num ambiente católico. Erodice destacou-se por seu ímpeto em servir a Deus e seguir seu chamado após sua conversão a Cristo.

Erodice marcou muitas vidas por sua simplicidade, mas também por seu alto nível intelectual e teológico. Interessante notar que os que o conheceram falam dele com grande entusiasmo, saudade e respeito. Sua pregação era singular. Falava de maneira simples, muitas vezes de forma poética, o que prendia a atenção de seus ouvintes e arrebatava-lhes o coração. Além de abençoar a própria igreja, Erodice também foi grandemente usado por Deus para atrair pessoas ao evangelho em outros lugares do Brasil. Erodice chegou a ser considerado o "príncipe dos pregadores batistas do Brasil". Erodice também se destacou como escritor. Duas de suas notáveis obras são: "Por que deixei a indústria do crime" e "A razão de viver".

Foi sob o ministério de Erodice que se iniciou a construção do atual templo da igreja e edifício de Educação Religiosa, que só chegou a ser concluído no pastorado do Pr. Joélcio Barreto, em 1980.

Um fato importante que marcou a geração dessa época é que em 1958 foi iniciado o INTER-LÍBER - instituto de inverno promovido pela Igreja, sempre no mês de julho. Esse evento ocorreu durante anos e tinha por objetivo envolver outras igrejas batistas da região, visando integrar e atender as necessidades da juventude batista. A programação do evento envolvia, basicamente, atividades esportivas e discussão de temas de interesse da juventude em geral. Podemos atribuir ao ministério de Erodice Queiroz o grande crescimento da Igreja da Liberdade nessa época.

Em 1949, 1.467 pessoas já haviam passado pelo rol de membros da Igreja da Liberdade. Além de todos os trabalhos e frentes nas quais a igreja estava envolvida, também organizou várias igrejas.


Transição (1968-1983)

Podemos definir o momento que se seguiu ao pastorado de Erodice Fontes Queiroz como um período de transição, e num primeiro momento, de crise. A grande questão que agora envolvia a igreja era: Como e quem vai assumir o pastorado de nossa igreja, após trinta e dois anos sob o ministério de Erodice Queiroz? O fator sucessão gerou conflitos internos. Nesse momento, a igreja foi pastoreada por Elton Johnson Júnior (1968 - 1969), até que se definiu o novo pastor. Foi então que Damy Ferreira, em 1969, assumiu o pastorado da Igreja Batista da Liberdade, na qual permaneceu até 1976. Dentre as mudanças mais notáveis que o Pr. Damy promoveu está a reorganização da Igreja numa estrutura departamental. O departamento RIR, que cuida de retiros, intercâmbio e recreação, por exemplo, foi criado naquela época, tendo como seu 1° Diretor o irmão Elson Azambuja. Vale lembrar que o Pr. Damy Ferreira continuou as obras de construção, sendo que a nave do templo chegou a ficar semi-acabada, bem como a parte estrutural do andar térreo até o 3º andar.

Uma de suas notáveis contribuições foi a criação de um Ministério de Música de tempo integral. Assumiu o cargo de ministro de música Almir Rosa, de 1974-1983. A contribuição de Almir Rosa para a área de música da igreja é importantíssima, dado que até hoje (sob a competente direção do ministro Donaldo Guedes) a igreja colhe frutos e amplia seus horizontes. Hoje é considerada, dentre as igrejas batistas brasileiras, uma das que maior influência exerce na área da música, com excelente qualidade.

Pr. Damy também se destacou por ser um bom pregador da Palavra. Uma das oportunidades que se lhe abrira foi pregar no Rádio, num programa da Convenção Batista Brasileira. Damy contou com a ajuda dos pastores auxiliares: Daniel Guimarães e Walter Kaschel (1973) interinamente. Após sua saída, cuidaram da igreja, interinamente, os irmãos: Thurman Bryant (1976) e Thomas Robuck (1977-1978).

Nos quatro anos seguintes, a Igreja da Liberdade foi conduzida pelo Pr. Joélcio Rodrigues Barreto. A sua posse deu-se no dia 11 de fevereiro de 1979, e aqui ficou até 1983. Tendo terminado o curso básico e médio na cidade de Campos, no Rio de Janeiro, Joélcio formou-se no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Fez sua pós-graduação em Forth Worth, no Texas - USA. Voltando para o Brasil, foi enquanto pastoreava a Igreja Batista de Copacabana, no Rio, que Joélcio recebeu e aceitou o convite para exercer seu ministério junto à Igreja da Liberdade. Em relação à obra missionária, é interessante que, apesar dos recursos da igreja estarem concentrados na conclusão do templo, mais uma frente missionária foi aberta em Cerquilho, São Paulo, no dia 30 de abril de 1980.

A Igreja da Liberdade foi muito abençoada com o Pr. Joélcio Barreto. Uma de suas grandes ênfases foi investir em Educação Cristã. É dessa época o 1º Ministro de Educação Cristã da igreja, Pr. João Martins Ferreira. Pr Joélcio contou com o auxílio dos seguintes pastores auxiliares: Marcos de Paula, Eduardo Teófilo Figueiredo de Mello, Chrispin Gomes da Silva (29.11.75) e Marcos Petriaggi (08.08.81).


Últimas Décadas (1984-2015)

De 26 de fevereiro de 1984 a 05 de julho de 2015, o Pr. Eli Fernandes esteve à frente da igreja, e marcou sua geração, dado o empenho, dinamismo e visão característicos de seu ministério.

São inúmeros e diversos os ministérios e frentes nos quais a Igreja da Liberdade trabalha hoje. Dentre suas diversas programações, a igreja realiza, semanalmente: culto de intercessão, culto dirigido aos levitas, culto com estudo de temas sobre a vida contemporânea, culto do Ministério Celebrando a Recuperação; oferece participação para seus membros em Pequenos Grupos espalhados pela cidade, e conta com uma estrutura orgânica de ministérios dimensionada para que os membros exerçam seus dons. É uma máquina bem montada, com condições de dinamizar suas potencialidades.

A Igreja Batista da Liberdade teve o privilégio de ser pioneira em ter um ministro de música em tempo integral. A Escola de Música foi organizada no ministério de Damy Ferreira, contando com a ajuda de Almir Rosa (1974-1983), e hoje é dirigida pelo maestro Donaldo Guedes, desde 1986, vivendo sua melhor fase. Vale lembrar que a vinda do ministro de música Donaldo Guedes trouxe o trabalho de sua esposa, Selma Guedes, organizando o ministério de Educação Infantil.

A Igreja da Liberdade é instituição autônoma e, voluntariamente, coopera com um grupo de igrejas que constituem a Associação Batista do Centro da cidade de São Paulo, a Convenção Batista do Estado de São Paulo, a Convenção Batista Brasileira, a Aliança Batista Mundial e outras entidades batistas. Na cooperação denominacional, sempre esteve presente como uma das mais atuantes. A experiência de fé adquirida nesses anos a impulsiona a buscar aqueles que ainda não conhecem a Verdade.

Atualmente, a LIBER mantém uma missão em Taguaí, no interior de São Paulo; sustenta missionários pelo PAM da Junta de Missões Mundiais, Junta de Missões Nacionais e pelas ofertas destinadas a Missões Estaduais.


Pastor Interino

Desde 05 de julho de 2015, Pr. Irland Pereira de Azevedo é pastor interino da LIBER, dirigindo a igreja espiritualmente, orientando-a no processo de sucessão pastoral e preparando-a para receber o pastor que Deus indicará para conduzir esse rebanho.


Igrejas organizadas pela Igreja Batista da Liberdade ao longo de seus 106 anos:


1 Igreja Batista do Brás 08/06/1911
2 Igreja Batista de Mogi das Cruzes 12/06/1911
3 Primeira Igreja Batista de Bauru 07/03/1920
4 Igreja Batista Alemã 29/08/1926
5 Igreja Batista em Pindamonhangaba 26/05/1939
6 Primeira Igreja Batista de São Caetano do Sul 01/01/1941
7 Igreja Batista Bandeirante 07/09/1942
8 Igreja Batista de Pinheiros 20/01/1950
9 Igreja Batista de Vila Matilde 12/12/1951
10 Igreja Batista Nova Galiléia 19/04/1957
11 Igreja Batista Central S.C.do Sul – atual IB Vila Barcelona 05/12/1959
12 Primeira Igreja Batista de Itapetininga 07/09/1960
13 Primeira Igreja Batista de Apiaí 07/07/1964
14 Primeira Igreja Batista Peniel 24/07/1965
15 Igreja Batista Central de Utinga 30/11/1968
16 Igreja Evangélica Batista Vida Nova 03/09/1989
17 Igreja Batista da Sé 18/08/1991
18 Primeira Igreja Batista em Cerquilho 05/10/1991
19 Primeira Igreja Batista em Manduri 02/02/2002
20 Primeira Igreja Batista em Águas de Santa Bárbara 19/11/2002
21 Igreja Batista da Liberdade em Nova York 22/11/2004
22 Igreja Batista da Esperança 18/02/2006
23 Igreja Batista da Liberdade em Descalvado 18/08/2007
24 Igreja Batista da Liberdade em Getulina 02/10/2010
25 Primeira Igreja Bautista Hispânica do Brasil 24/10/2010
26 Igreja Batista da Liberdade em Elias Fausto 06/11/2010
27 Primeira Igreja Batista Blessing do Brasil 28/11/2010
28 Primeira Igreja Batista da Liberdade em Araraquara 11/12/2010
29 Igreja Batista Árabe em São Paulo 04/07/15
Igreja reorganizada pela LIBER - Igreja Batista do Cambuci 11/09/2011
Igrejas cujas histórias foram reconstruídas pela LIBER e que reconheceram-se igreja filha, a partir de então: Igreja Batista Paulistana e PIB de Ribeirão Preto



"...até aqui nos tem abençoado o Senhor"

CULTOS: Domingo às 10h45 e 18h - Segunda às 19h30 e Quarta e às 19h - Consulte a Programação Completa
© 2013-2017 Igreja Batista da Liberdade. Todos os direitos reservados
L2 Midia